13
Out 12
publicado por Deborah Secco Portugal às 21:57

24
Ago 10

A actriz também encarou recentemente o polêmico papel de Bruna Surfistinha

 

Ela é uma das mulheres mais sexy do país, e não hesita em explorar a sua sensualidade nos seus papéis como atriz. Mas, que ninguém se engane. Longe de querer manter um status de símbolo sexual, a maior vaidade da carioca Deborah Secco, 30 anos, está em desenvolver bons personagens. O resto é consequência, diz ela, que não se cansa de buscar novos desafios.


Deborah Secco na comédia romântica Mais Uma Vez Amor, que fala de vários momentos da vida do país

Após brilhar na novela A Favorita, de 2008, e na minissérie Decamerão - A Comédia do Sexo, em 2009, Deborah encarnou recentemente o polêmico papel de Bruna Surfistinha, no filme homônimo, dirigido por Marcus Baldini.A produção mostra a saga de Raquel Pacheco, a garota de programa mais famosa do Brasil, e deve estrear em fevereiro do ano que vem.

Enquanto não começam as gravações da próxima novela das 21h da Globo - na qual será uma das estrelas -, a atriz se dedica à peça Mais Uma Vez Amor. Dirigida por Ernesto Piccolo, com texto de Rosane Svartman, a montagem pode ser vista pelos soteropolitanos no Teatro Sesc Casa do Comércio, na Pituba, de sexta a domingo, com ingressos a R$ 70/R$ 35.

No palco, Deborah contracena com Erom Cordeiro, formando um estranho casal. Seus personagens Lia e Rodrigo sempre se amaram, mas nunca viveram juntos, atravessando décadas em uma relação repleta de encontros e desencontros. Na entrevista seguir, Deborah fala sobre a montagem, da qual também é produtora, e comenta sobre os caminhos de sua carreira.

Uma versão de Mais Uma Vez Amor foi encenada em 2004, com Marcos Palmeira e Luana Piovani, e a peça virou filme em 2005, com Dan Stulbach e Juliana Paes. Qual é o diferencial da montagem de vocês?
Bem, o teatro tem essa mágica de que toda montagem é uma peça nova. Assistir a um Hamlet é sempre uma experiência diferente e grandes textos merecem ser remontados sempre. É o caso de Mais Uma Vez Amor, que tem esse trunfo de falar de uma história dentro da história. Começamos mostrando os personagens nos anos 70 e vamos até o ano 2000, falando de episódios importantes do país que afetaram a vida da Lia e do Rodrigo. Falamos, por exemplo, das Diretas Já, ou de planos econômicos do Sarney e do Collor. Então, é até engraçado, porque alguns jovens já vieram me perguntar:‘quem é essa Zélia Cardoso que vocês falam?’ Nessa hora até fiquei chocada. Como assim? Vocês não sabem que houve um confisco no país? (risos)...A peça tem esse lado bacana, que vai além da diversão, estimulando as pessoas a refletir e crescer culturalmente.

Sua peça mal estreou e já chamou a atenção da mídia pelo fato de você aparecer em cenas quentes com o Erom. Te incomoda se parte do público estiver mais ligada na sua sensualidade do que no seu talento?
Isso não me incomoda e também acho que uma coisa puxa a outra. Tomara que as pessoas saiam de casa para ver a Deborah de calcinha e voltem achando que o teatro é algo sensacional.Essa conquista do público é muito importante. Mas é bom lembrar que a peça não tem cenas apelativas ou desnecessárias. Todas estão ali para contar a história do casal. Além disso, sou uma pessoa despudorada e faço o que é preciso para atender as necessidades do meu papel.


Em Decamerão - A Comédia do Sexo, a fogosa Monna e o padre Masetto (Lázaro Ramos)

Como é a sua relação com Salvador, onde você já gravou uma participação na série Ó Pai, Ó?
O que você mais gosta da cidade e o que pretende fazer quando estiver por aqui? A primeira coisa é comer um acarajé! Adoro a comida daí, principalmente os frutos do mar: siri, caranguejo... Gosto muito de ir à praia também. Não tem como não dar um mergulho nesse mar! E, além disso, tenho grandes amigos aí. Adoro a Ivete, o Wagner... Enfim, a Bahia tem uma cena artística muito interessante, não só com cantores, mas com grandes atores. A arte baiana é muito forte e cheia de nuances, como a própria Salvador. Sempre fico inebriada com essa energia da cidade, as pessoas falando alto, e todo esse colorido!

Você é considerada uma das mulheres mais sexy do Brasil. A imagem de símbolo sexual é algo que você sempre buscou?
Eu nem achava que isso seria possível, afinal venho de uma família em que sou a filha feia. Minha irmã tem um metro e setenta e oito, olhos verdes, e faz esse tipo gostosona. Eu sou pequenininha, magrinha. Só que muitas personagens que eu fiz eram sexy. Então, talvez eu, como atriz, tenha conseguido convencer as pessoas de que eu era assim. (risos)... Mas garanto que não é real! Eu me sinto mais menina do que mulher e nunca me preocupei em ser um símbolo sexual. Minha preocupação é fazer personagens diversificados. Assim, de Darlene, em Celebridade, eu fiz a Sol, em América, e depois fiz uma freira em Pé na Jaca. E, agora, a Bruna Surfistinha, que no início do filme é toda feia. Também não tenho apego pela beleza. Para esse papel, engordei 12 quilos! Minha vaidade é fazer as pessoas acreditarem na minha personagem.

E como foi o seu contato com a Raquel Pacheco, a Bruna Surfistinha? Ela te ajudou com a personagem? E qual foi a maior dificuldade desse papel?
Eu não quis ter contato com a Raquel antes, mas só depois que a personagem estava pronta. Eu quis criar a minha Bruna, ate porque o filme é bem ficcional. Então, quem me ajudou mais foram outras meninas que conhecemos e entrevistamos no processo de pesquisa. Quanto à dificuldade do papel, para mim foi a questão das drogas. Eu nunca bebi, nunca fumei, nem usei nada, e tive que aprender a fumar, por exemplo. Também precisei entender, com a ajuda de médicos, como são os efeitos da cocaína, para reproduzir isso na minha atuação.

Você acredita que o filme pode ajudar a tirar preconceitos contra as prostitutas? E que tipo de reflexões ele traz?
Acho que as pessoas vão perceber que essa tal vida fácil não é nada fácil. É muito triste. Essas meninas não fazem mal a ninguém, a não ser a elas próprias.Como filme, a gente também fica se perguntando: por que elas fazem essa escolha? Para a Bruna foi uma escolha. Mas, conhecendo outras garotas, tive certeza de que muitas não tiveram outra opção. No fim, acho que esse filme é um pouco como Cidade de Deus, que mostrou a vida de uma favela, ou Carandiru, que trouxe a realidade de um presídio. O público que vive fora desses universos têm curiosidade em conhecê-los, e isso só é possível quando surgem pessoas dispostas a expor suas vidas com tanta generosidade como fez a Raquel.

 

Fonte: Correio 24 horas

publicado por Deborah Secco Portugal às 22:56

10
Abr 09

AGNews

 

 

Deborah como sempre chamou a atenção, mas desta vez foi mais que a conta.

 

- uma calcinha branca e alguns pelos demasiadamente clareados com blondor.

 

Uma mancha negra?

 

  A tão falada tatuagem de amor em homenagem a Falcão no pé.

 

Fonte: Holofote

publicado por Deborah Secco Portugal às 23:45

A actriz participou do lançamento da temporada de inverno de Campos do Jordão, em São Paulo, e acabou traída pelo microvestidoDeborah Secco acaba traída pelo microvestido

Deborah Secco acaba traída pelo microvestido
 

Deborah Secco participou do lançamento da temporada de Inverno de Campos do Jordão na noite de terça-feira, no hotel Unique, em São Paulo. Usando um microvestido, a actriz descuidou-se e acabou deixando a calcinha à mostra durante o evento.

Além de Deborah, que foi bastante assediada por jornalistas e fotógrafos durante a festa, a jornalista Glória Maria também participou do evento.

 

Fonte: Abril

publicado por Deborah Secco Portugal às 21:33

24
Mai 08

 

Nome completo Deborah Fialho Secco
Nascimento

26 de Novembro de 1979

(26-11-1979) (29 anos)
Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Nacionalidade Brasileira
Ocupação Actriz
Principais trabalhos TV:
  • Maria do Céu em A Favorita
  • Betina em Paraíso Tropical
  • Elizabeth em Pé na Jaca
  • Sol em América
  • Darlene em Celebridade
  • Lara em O Beijo do Vampiro
  • Íris em Laços de Família
Prêmios APCA 1995 - Actriz Revelação Confissões de Adolescente
Cônjuge Roger Flores (2009)

 

Deborah Fialho Secco, nasceu no dia 26 de Novembro de 1979, no Rio de Janeiro e é uma talentosa actriz brasileira.

 

Deborah nasceu numa família de classe média baixa, filha de Sílvia Regina Fialho, dona-de-casa, e de Ricardo Secco, professor de matemática. Ela tem dois irmãos, Ricardo e Bárbara.

 

Iniciou a sua carreira na televisão aos oito anos de idade.

 

Na infância, brincava de ser actriz. Desde cedo, Deborah já mostrava que o sucesso era uma questão de tempo. Quando era criança, gostava de ir para o semáforo tentar conseguir dinheiro dos motoristas. Porém, o objectivo não era enganar, mas fazer as pessoas acreditarem na sua história de menina de rua.

O seu primeiro trabalho foi uma publicidade na televisão com apenas 8 anos.

 

Fez ainda ao longo da sua carreira propagandas da Le Postiche, Havaianas, Intelig, Mid Sugar, Mega Bazar Ação Criança, Atroveran, "Sou Careta, Drogas Bah", Terra, Tele Sena, Planet Girls, Avon, Vivo, Brasil Telecom, Óticas Carol, Puramania e para a loja Esplanada. Em Portugal foi a cara do Guaraná Brasil e da marca de roupa "Throttleman" ao lado do actor português José Fidalgo.

 

Deborah na publicidade do "Guaraná" Brasil transmitido em Portugal em 2004. Foi um sucesso!

 

Trabalhou no programa da Angélica, na TV Manchete, no "Clube da Criança".

 

Em 1990, Deborah estreou na televisão na novela Mico Preto onde fazia a pequena Denise.

 

 

O primeiro papel de destaque na televisão foi na série Confissões de Adolescente, na TV Cultura, em 1994 e tinha apenas 13 anos. O série era baseada na peça homônima de Maria Mariana, em que intepretava Carol (foto).

 

Em 1999, posou pela primeira vez para a Playboy. No mesmo ano participou da telenovela Suave Veneno, na Rede Globo , como a "maria-chuteira" Marina.

 

Deborah no papel de Marina em "Suave Veneno"

 

E a primeira vilã da sua carreira "Íris", em Laços de Família"

 

Em 2000 actuou como a vilã Íris, em Laços de Família. Logo após, em 2001, fez a sua primeira protagonista, Cecília, em A Padroeira.

 

Deborah e Mariana Ximenes divertidas nas gravações de "A Padroeira"

 

Em 2002, posou novamente para a Playboy e foi a vilã cómica, Lara na telenovela O Beijo do Vampiro.

Sensual como Lara no "Beijo do Vampiro"

 

Deborah aprontou muito com a sua Darlene em "Celebridade"

 

Em 2003, foi a vez da atrapalhada Darlene Sampaio, de Celebridade, uma personagem que tinha como objectivo a fama a qualquer custo.

 

Devido ao sucesso das personagens anteriores, Glória Perez convidou Deborah Secco para protagonizar a lutadora Sol em "América" ao lado de Murílo Benício.

 

Em 2005, conseguiu a sua primeira protagonista no horário nobre e actuou como Sol, em "América", uma mulher que tem o sonho de ganhar a vida nos Estados Unidos mesmo que seja como imigrante ilegal. Deborah Secco brilhou indiscutívelmente nesta novela.

 

Em 2006, participou do quadro Dança no Gelo do programa "Domingão do Faustão", ficando em terceiro lugar. Na metade desse quadro, ela fracturou duas costelas, mas não desistiu do jogo.

 

No mesmo ano, interpretou a sua terceira protagonista e ao mesmo tempo sua segunda vilã, a perversa Elizabeth, na telenovela Pé na Jaca.

Em seguida, em 2007, fez uma participação especial em Paraíso Tropical, como a prostituta Betina.

 

Em 2008, interpretou uma das co-protagonistas da novela A Favorita, onde viveu a retirante ambiciosa e dissimulada Maria do Céu.

 

 

Neste ano, 2009, ela participou no episódio especial, "Decamerão - A comédia do sexo", interpretando a enfermeira Monna. Com muitos elogios, o especial entrou para a programação da rede Globo e virou mini-série transmitida em Julho do mesmo ano.

 

Entre os namorados que já teve, constam os actores Dado Dolabella, Maurício Mattar, Marcelo Faria, Rogério Gomes, o músico Marcelo Falcão (vocalista da banda O Rappa) e o jogador de futebol Roger Galera Flores.

 

Começou a namorar com o jogador de futebol Roger Flores ainda este era meio-campo do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense e no dia 6 de Junho de 2009 oficializaram o seu amor num bonito casamento num castelo em Itaipava, região serrana do Rio de Janeiro.

 

Dias antes do seu casamento, Deborah Secco concedeu a única entrevista sobre o seu casamento à revista "Isto é Gente"

 

Fez um ensaio sensual para o site Paparazzo em 2001 e foi capa da Playboy em Agosto de 1999 e em Agosto de 2002.

 

No dia 24 de Maio de 2008, nasceu o primeiro blog dedicado à talentosa actriz, deborahsecco.blogs.sapo.pt.

 

Mocinha, vilã, cómica, dramática, após 20 anos de carreira, a irmã da Barbara e do Ricado já mostrou ter talento para qualquer tipo de personagem. Foram cerca de 15 novelas, 7 filmes , minisséries, séries e participações especiais.

 

Menina mulher, assim pode ser definida. Ao mesmo tempo que mostra ser uma rapariga sensível e frágil, ela surpreende revelando ser uma mulher de garra. Para ela o medo é uma questão de falta de fé e não se questiona “o porquê” dos momentos difícies que já passou, mas sim, “para que”.Carisma e dedicação são traços de uma personalidade única. Não é a toa que é amada por milhões de portugueses e brasileiros e a cada dia conquista mais e mais fãs e admiradores.

 

Telenovelas

Ano Titulo Papel Notas
2008 A Favorita Maria do Céu/Pâmela Queiroz Co-Protagonista
2007 Paraíso Tropical Betina Monteiro participação especial
2006 Pé na Jaca Elizabeth Aparecida Barra (Beth) antagonista
2005 América Sol de Oliveira protagonista
2003 Celebridade Darlene Sampaio coadjuvante
2002 O Beijo do Vampiro Lara antagonista
2001 A Padroeira Cecília de Sá protagonista
2000 Laços de Família Íris Frank Lacerda antagonista
1999 Suave Veneno Marina Canhedo coadjuvante
1998 Era Uma Vez... Emilia Zanella coadjuvante
1997 Zazá Dora Dumont coadjuvante
1996 Vira Lata Tatu (Bárbara) coadjuvante
1995 A Próxima Vítima Carina Carvalho Rossi coadjuvante
1990 Mico Preto Denise Menezes Garcia coadjuvante

Séries e especiais 
 
Ano Séries e especiais Papel
1992 Você Decide Socorro
1992 Escolinha do Professor Raimundo Capituzinha
1993 Contos de Verão Fabíola
1994 Confissões de Adolescente Carol
1996 Você Decide Socorro
1999 Você Decide Socorro
2000 A Invenção do Brasil Moema
2001 Festival de Desenhos apresentadora
2003 Homem Objecto Eva
2009 Decamerão - A Comédia do Sexo Monna

 

No cinema 

  • 2004 - Meu tio matou um cara .... Soraia
  • 2004 - A cartomante .... Rita
  • 2004 - Tudo isto é fado .... Thaís
  • 2003 - Casseta & Planeta - A taça do mundo é nossa .... Aeromoça
  • 2002 - Xuxa e os duendes 2 - No caminho das fadas .... Epifânia
  • 2001 - Caramuru - A Invenção do Brasil...Moema
  • 2000 - Um anjo trapalhão .... filha do prefeito

 

 No teatro

 

Homens, melhor não tê-los, mas se não tê-los, como sabe-los? - 2006

Surto – participação – 2006
O Canto e o Encanto de ser Mulher - 2003
As Lágrimas Amargas de Petra Von Kant – Karin - 2001
Confissões de Adolescente - 1996
A Roupa Nova do Imperador - 1995
O Soldadinho de Chumbo - 1994
Andersen, O Contador de Histórias - 1993
Sapatinhos Vermelhos - 1993
Brincando de Era uma Vez - 1992

 

 

Prémio e Indicações

1992 Actriz Revelação Sapatinhos Vermelhos Prêmio Coca Cola de Teatro Indicada
1995 Actriz Revelação Confissões de Adolescente Prêmio APCA Vencido
2000 Melhor Actriz Laços de Família TV Express Vencido/Empate
2000 Melhor Actriz Laços de Família Troféu Imprensa Indicada
2000 Melhor Actriz Laços de Família Prêmio Internet - SBT Indicada
2000 Melhor Actriz Coadjuvante Laços de Família Melhores do Ano - Domingão do Faustão Indicada
2000 Melhor Actriz Coadjuvante Laços de Família Prêmio Qualidade Brasil Indicada
2002 Gata do Ano O Beijo do Vampiro Meus Prêmios Nick Vencido
2003 Melhor Actriz Coadjuvante O Beijo do Vampiro Prêmio Contigo Indicada
2004 Melhor Actriz Coadjuvante Celebridade Melhores do Ano - Domingão do Faustão Indicada
2004 Melhor Actriz Coadjuvante Celebridade Prêmio Qualidade Brasil SP Indicada
2004 Melhor Actriz Coadjuvante Celebridade Prêmio Qualidade Brasil RJ Indicada
2004 Melhor Actriz Coadjuvante Celebridade Prêmio Contigo Indicada
2004 Actriz Favorita Celebridade Meus Prêmios Nick Vencido
2005 Melhor Actriz América Melhores do Ano - Domingão do Faustão Indicada
2006 Melhor Par Romântico América 8º Prêmio de TV Contigo Finalista
2008 Melhor Actriz A Favorita Fest Natal Indicada
2009 Melhor Actriz Coadjuvante A Favorita 11º Prêmio de TV Contigo! Finalista

 

Actualizado no dia 30 de Junho de 2009

Créditos: Deborah Secco Portugal, Wikipédia, Deborah e Roger Fã Clube, Blog Oficial Deborah Secco.

publicado por Deborah Secco Portugal às 23:22
sinto-me: :)
tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

BEM VINDO (A)
Bem-vindo a este blog dedicado à talentosa actriz brasileira Deborah Secco. Aqui encontrarás as últimas notícias, fotos, videos e muito mais sobre a Deborah. Espero que gostes do meu trabalho e volta sempre que quiseres.
E-MAIL
Se tiveres coisas da Deborah Secco que queiras partilhar com outros fãs ou qualquer dúvida que tenhas deixa comentário no blog e serão te dadas todas as informações necessárias para enviares os dados.
mais sobre mim
Informações Blog
Dedicado: Deborah Secco Desde: 24 de Maio de 2008 Administradora: Patrícia Nome: Deborah Secco Portugal
GALERIA DE FOTOS (com mais de 2000 fotos e continuamos com actualizações)
pesquisar